Ir para o conteúdo

Prefeitura de Tapes e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Tapes
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
03
03 NOV 2022
ADMINISTRAÇÃO
Prefeito reforça posição contrária a instalação de novos pedágios na BR-116
enviar para um amigo
receba notícias

Na tarde de segunda-feira, 31 de outubro, o prefeito Luiz Carlos Coutinho Garcez participou de uma Audiência Pública que discutiu a implantação de novas praças de pedágio previstas na concessão que o Governo Federal pretende colocar em prática no Rio Grande do Sul.

A reunião que ocorreu na Câmara de Vereadores de Guaíba, contou com a presença de lideranças regionais das regiões Carbonífera, Costa Doce e Metropolitana, incluindo prefeitos, vice prefeitos, vereadores e deputados federais.

Na ocasião, o prefeito Garcez reforçou sua contrariedade ao projeto da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) que pretende criar 13 novas praças de pedágios no Rio Grande do Sul. Conforme a proposta do Governo Federal, ao menos cinco novos pedágios serão instaladas em trechos da BR-116 que ligam a região da Costa Doce a outras partes do Estado, incluindo uma praça de pedágio em Camaquã, uma em Barra do Ribeiro e três em Eldorado do Sul.

A audiência teve por objetivo mobilizar as lideranças políticas das regiões que serão impactadas caso a instalação de novos pedágios avance.

“Nossa região historicamente já encontra dificuldades em atrair investimentos privados, imagina como será caso esta proposta avance. Considero que isso seria muito prejudicial para o desenvolvimento de nossa região, inclusive impactando diretamente nas empresas já instaladas aqui”, considerou Garcez.

O chefe do executivo tapense chamou a atenção para o fato que a instalação de novas praças de pedágio também impactaria negativamente no setor turístico na região. “Seriamos afetados em diferentes áreas, entre elas a parte turística, pois deixaríamos de receber visitantes. Seria um prejuízo tremendo pras regiões Sul e Centro Sul de nosso Estado”, projetou Garcez.

Uma comitiva formada por lideranças da região deverá ir à Brasília no próximo dia 11 de novembro, quando neste dia está marcada para ocorrer uma Audiência Pública que ouvirá os representantes da região em relação às praças de pedágio.

Em Brasília, as lideranças também pretendem mobilizar deputados federais, estaduais e senadores, para que seja realizada uma Audiência Pública em Guaíba, que terá como principal objetivo reverter esse quadro prejudicial para o desenvolvimento de nossa região.

Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia